Fatos sobre clareamento dental



- Nem todo mundo pode fazer clareamento dos dentes. Mulheres grávidas e lactantes, quem tem restaurações muito extensas, sensibilidade dentária ou irritação gengival severa, quem fuma excessivamente e quem tem quadros pré-cancerígenos não deve realizar o procedimento.

- O clareamento dental feito no consultório tem resultados rápidos, pois é utilizado um agente clareador profissional, com alta concentração. É interessante associar com o clareamento feito em casa, com supervisão do dentista, para ganho de tempo e aumento da segurança.

- Após o procedimento, o consumo de algumas substâncias deve ser evitado, como alimentos de cores fortes, como beterraba e chocolate e algumas bebidas como café, refrigerantes, vinhos tintos e sucos com adição de corantes.

- Atualmente, o gel clareador utilizado nos tratamentos possui agentes que minimizam a sensibilidade dos dentes. Quando ocorre sensibilidade, existem recursos como fluorterapia, dessensibilizantes de consultório e pastas dentárias especificas que trazem excelentes resultados

- A duração do resultado do clareamento depende do comprometimento do paciente em não consumir, de forma frequente, alimentos, bebidas, medicações ou quaisquer substâncias que provoquem pigmentação nos dentes. Às vezes, um reforço do branqueamento é necessário para melhorar alterações de cor.


A confiança faz sorrir.