Dente do siso: quando a extração é necessária

Os terceiros molares são os últimos dentes permanentes a nascer. São conhecidos como dentes do siso, e geralmente erupcionam entre os 16 e 20 anos de idade.


Vamos esclarecer as principais dúvidas sobre a necessidade de extração destes dentes.




Todo mundo tem dente do siso?

Não. Algumas pessoas simplesmente não desenvolvem um ou mais dentes do siso, o que pode ser confirmado em exame de raio-x panorâmico.


Todo dente do siso precisa ser extraído?

Não. Em alguns casos, os dentes do siso nascem normalmente, em uma posição correta na arcada dentária que permite sua higienização. Além disso, quando o siso de cima tem contato com o siso de baixo, eles cumprem corretamente a sua função no processo de mastigação.


Quando a extração é indicada?

Algumas pessoas não apresentam espaço suficiente na arcada dentária para que o dente do siso erupcione corretamente. Um dente do siso mal posicionado pode causar dor e desconforto, além de problemas na estrutura dentária, como a reabsorção da raiz do dente vizinho. Pode ser que a erupção do dente seja parcial e ele fique semi-incluso, o que dificulta a sua higienização e pode favorecer o aparecimento de cárie. A decisão da extração deve ser tomada após uma avaliação cuidadosa do cirurgião-dentista.


Se o siso nem chegou a nascer, é preciso extrai-lo?

Mesmo dentes do siso inclusos, que não erupcionaram, são suscetíveis a bactérias, podendo causar infecção grave se houver alguma lesão em volta do dente. Se estiverem próximos à raiz do dente vizinho, a extração também pode ser indicada.



Para saber se seu dente do siso deve ou não ser extraído, marque uma consulta de avaliação com o cirurgião-dentista especialista Dr. Sandro Bertequini, da Odontovero.


A confiança faz sorrir.