3 dicas: criança tranquila no dentista

O consultório do dentista deve ser um local onde a criança se sinta bem e saiba que as pessoas irão cuidar bem dela. Quanto antes ela se habituar a ir ao dentista como parte de uma rotina importante de cuidados, melhor será sua relação com este ambiente. E quanto mais natural for a maneira de os pais lidarem com este assunto, mais tranquila ela também ficará.

Aqui vão 3 dicas para que tudo aconteça com naturalidade:

1. Diga apenas o necessário, na hora necessária. Não precisa dar muitos detalhes à criança, com muita antecedência à consulta, para não criar uma ansiedade desnecessária. Ir ao dentista é questão básica de saúde, não uma situação difícil ou de perigo ou um desafio. Ela não deve se sentir ameaçada, mas, sim, bem cuidada.

2. Valorize a importância da higiene bucal. Vá também ao dentista com regularidade. Escove os dentes junto com a criança, relembrando passo a passo todo o processo. Diga que quanto melhor ela cuidar de seus dentes, mais bonitos e fortes eles serão, por toda a vida. E diga que o dentista é a pessoa que melhor sabe cuidar da saúde dos dentes e ajuda a evitar que eles fiquem doentes com os “bichinhos do açúcar”.

3. Confie no odontopediatra. Ele sabe lidar com os receios infantis e explicar da melhor maneira o que será feito durante a consulta, com muita paciência e carinho. Ele fará tudo que for necessário para que tanto a criança quanto você se sintam seguros e confortáveis.

Profa. Dra. Ravana Angelini Sfalcin

CRO 95.851

Especialista em Odontopediatria pela Associação Paulista

de Cirurgiões Dentistas

Formada pela Faculdade de Odontologia da UNICAMP

Agende uma consulta