Diabéticos podem fazer implantes dentários

O diabetes é uma doença cercada de mitos, mas, na verdade, quem tem o problema pode levar uma vida mais do que normal: ativa, saudável e feliz. Desde que haja um acompanhamento das taxas de glicose no sangue. Portanto, o implante dentário pode ser sim realizado em pessoas diabéticas.


Quando o paciente que precisa do método é diabético, ele necessita de cuidados especiais, antes e após a intervenção cirúrgica. O especialista precisará realizar, nesse caso, uma análise criteriosa do seu estado clínico.




É essencial que o diabético tenha um nível normalizado de glicose no sangue. O alto nível de glicemia dificulta a cicatrização e pode provocar, também, doenças periodontais, que podem chegar aos graus mais graves. Isso porque os níveis descontrolados de glicose podem comprometer os vasos sanguíneos presentes na arcada dentária que suporta os dentes, possibilitando condições para que haja não só a perda dos dentes, como também a perda de partes do osso maxilar.


Os implantes dentários são suportes (normalmente feitos de titânio) inseridos, cirurgicamente, no osso maxilar ou mandibular que fica abaixo da gengiva. Eles possuem a função de substituir as raízes danificadas dos dentes, e são instalados para que o dentista coloque sobre eles dentes substitutos.


O procedimento proporciona uma estética bem estruturada ao sorriso, evitando, inclusive, o desgaste dos dentes próximos ao implante.


Estudos publicados recentemente indicam que, mesmo que os níveis de glicemia sejam elevados e não permitam condições adequadas para a instalação de implantes dentários, a taxa de sucesso do procedimento é de cerca de 97%.


Portanto, as pessoas que apresentam diabetes podem fazer esse tipo de tratamento, de maneira segura e eficaz, desde que ele seja realizado por uma equipe bem qualificada e que tome as devidas precauções.


Marque uma consulta de avaliação com os profissionais da Odontovero.

A confiança faz sorrir.